Menos é mais, e o verdadeiro valor das coisas.

Menos é mais, e o verdadeiro valor das coisas.
Avalie esse artigo

Recentemente tive a oportunidade de conhecer um livro chamado “Menos é mais” que foi a minha porta de entrada para o estilo de vida minimalista, onde você vive com o mínimo de coisas possíveis e faz somente o que é essencial.

Muita gente preenche um vazio emocional comprando coisas novas. Afinal, quem nunca fez algo do tipo? Pelo menos com a comida? E com coisas (objetos, bugigangas, sapatos, coisas para casa, etc)

No livro “Menos é Mais” da Franciane Jay, logo nas primeiras páginas tive uma sacada tremenda e uma grande ficha caiu:

Muitas vezes nos prendemos à coisas (objetos, bens, etc) por um apego emocional ou por acharmos que aquilo vale muito mais do que realmente vale.

Por exemplo, se você tem um relógio que sua vó te deu quando era criança, provavelmente você jamais venderia, nem se fosse por um milhão reais por que o valor depositado ali é um valor emocional.

E se você perguntasse para outra pessoa: Quanto você pagaria nesse relógio? Quanto você acha que vale? Vai ver que, mesmo que ele tenha toda uma história, ele talvez valha seus cem reais ou nem isso.

E onde quero chegar com tudo isso? MENOS É MAIS.

Menos é mais

Quanto mais coisas, mais estresse, mais atenção você precisa dar. Logo, isso te consome. Se você passar a adotar um estilo de vida minimalista e essencialista, vai ver que menos é mais. Menos coisas, é:

  • mais tempo para pensar;
  • é mais paz;
  • mais espaço;
  • mais energia;
  • mais tempo para fazer o que bem entender.

Reflita sobre isso.
Precisa colocar sua vida no lugar? Entre em contato comigo em [email protected] e agende um atendimento! ;)